AeC

Relacionamento com Responsabildade

Notícias

Inovação

Snapchat – a rede do momento

Entenda porque o aplicativo tem conquistado cada vez mais usuários

Foto: Divulgação

 

Na era digital das selfies e das fotos de pratos de comida, nada melhor do que um aplicativo que permita que você compartilhe seu dia-a-dia em tempo real - essa é a proposta do Snapchat, a rede social que permite que você divida com seus seguidores fotos do seu cachorro, da balada de sábado, da ressaca de do dia seguinte e do seu tio dançando Fagner no almoço de domingo. 

O melhor de tudo é que você compartilha essas imagens com seus amigos sem que o celular deles encha a memória com imagens inúteis - as fotos podem durar até 24 horas no aplicativo e, depois disso, elas são “destruídas”. Quando você envia um “snap” diretamente para alguém, você pode escolher a duração entre 1 e 10 segundos para aquela imagem. Quando você compartilha com todos os seus contatos, isto é, disponibiliza a foto no seu histórico, ela fica visível por 24 horas e só. E se alguém faz a captura de tela, você recebe uma notificação de que aquele usuário tirou um printscreen da sua foto.

Até aqui, eu já acho que são argumentos suficientemente convincentes para criar uma conta na rede social do fantasminha - mas tudo pode melhorar. Em suas últimas atualizações, o aplicativo disponibilizou uma série de filtros que funcionam assim: você foca a câmera em algum rosto, aperta e segura em cima do rosto - o Snapchat faz a identificação do rosto em questão e aplica diversos filtros animados em cima da imagem. 

Você pode abrir a boca e vomitar um arco-íris, botar a língua para fora e imitar um cachorro, abrir a boca e simular um voo arriscado com óculos e chapéu de aviador ou até mesmo se transformar em um alienígena com a cabeça maior que o restante do rosto. 

A última novidade do aplicativo é que, agora, há a opção de trocar de rosto com alguém. Funciona basicamente do mesmo jeito que os outros filtros - o aplicativo precisa reconhecer os dois rostos em destaque na câmera e, de uma maneira randômica, mistura partes dos dois rostos - as figuras resultantes são hilárias. 

Mas a rede social não é exclusivamente de compartilhamento de imagens - há ainda a opção de chat. Você pode iniciar uma conversa por texto com alguém, mas as mensagens funcionam na mesma lógica que as fotos - após a visualização da mensagem, o conteúdo é também é destruído. 

Além de um aplicativo dinâmico e interessante, é uma ótima saída para desafogar a timeline do Facebook que fica cheia de fotos de gatos, pratos gourmet e canecas descoladas de café na bancada do trabalho. Vale a pena a experiência.