AeC

Relacionamento com Responsabildade

Notícias

AeC Acontece

Geração de empregos e desenvolvimento de comunidades são frutos do pioneiro projeto de interiorização realizado pela AeC.

Com foco em cidades do interior do Brasil, a empresa construiu suas unidades colocando em prática aquilo que é sua aptidão natural: atender e ajudar pessoas além de movimentar economias.

Com mais de 30 mil empregados, a AeC tem consciência do papel que cumpre na sociedade. Para começar, ela é a porta de entrada de muitas pessoas no mercado de trabalho. O primeiro emprego, a primeira oportunidade corporativa. E a AeC faz questão de que essa experiência seja de fato enriquecedora, oferecendo um tratamento especial a todos aqueles que dão seus primeiros passos na vida profissional. Além disso, ela contribui e participa de inúmeros projetos que tenham por objetivo transformar o mundo em um lugar mais justo e humanitário.

Somente a chegada da AeC à Arapiraca, em 2015, levou o município a ocupar o 4º lugar do ranking das cidades que mais geraram empregos com carteira assinada no País. Este é um importante dado divulgado em relatório de estudo feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego, apurado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). No primeiro semestre do mesmo ano, a AeC foi apontada como a segunda maior empregadora da cidade de Montes Claros, pelo mesmo estudo que é realizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O projeto de interiorização

A interiorização foi uma decisão muito acertada da AeC. Fomos pioneiros no segmento de empresas de contact center a partir para cidades de médio porte em 2011. Começamos com Montes Claros, Governador Valadares, e, desde 2012, passamos a atuar também no Nordeste. A interiorização é uma estratégia sustentável de negócio com impacto humano que acarreta o desenvolvimento de regiões do Brasil e, para o negócio, resulta em melhor performance nas operações. É uma atitude proativa que diferencia a AeC no mercado ao garantir mão de obra qualificada e infraestrutura adequada. É claro que para escolher cada uma delas, todas passaram por avaliações que iam desde infraestrutura e logística até condições de ensino da população. Todas as cidades escolhidas possuem um bom ensino, portanto com a mão de obra mais qualificada, o atendimento é melhor realizado e o cliente fica mais satisfeito. Além disso, elas também estão fora do eixo Rio-SP-BH, onde a mão de obra é mais escassa e diminui o turnover. Muitos dos atendentes que começam a trabalhar na AeC nessas unidades fora do eixo fazem carreira na empresa.