AeC

Relacionamento com Responsabildade

Notícias

Negócios

O que Beyoncé pode ensinar para a sua empresa

Como grandes marcas estão aprendendo com a diva pop.

Imagem: Divulgação

O site FastCompany listou 10 lições que grandes empresas como AirBnb, General Electric, entre outras, estão aprendendo com a maior diva da atualidade. E que, na verdade, valem para todas empresas que buscam ser relevantes em um mundo cada vez mais competitivo e inovador. Confira.

         Encontre sua alavanca

Cada vez mais, com o avanço da velocidade das conexões à web, o vídeo vem se consolidando como “o” formato para transmissão eficiente de conteúdo. E Beyoncé sabe disso como ninguém. Seu dois últimos álbuns, Beyoncé e Lemonade, foram lançados como produtos audiovisuais, onde cada música ganhou uma narrativa em vídeo. E bem antes disso, o clip de um de seus maiores sucessos, “Single Ladies (Put a Ring on It)”, rendeu inúmeros memes que foram infinita e devidamente compartilhados pelas mais variadas redes sociais.

        Controle sua narrativa

Há cerca de dois anos, um vídeo captado por uma câmera de elevador e depois divulgado na internet mostrava a irmã de Beyoncé brigando com seu cunhado, o rapper Jay Z, enquanto ela, em um canto, apenas assistia ao embate. As especulações à época sugeriam que o motivo do conflito teria sido uma suposta infidelidade conjugal. Nenhum dos envolvidos se pronunciou e com o tempo as pessoas acabaram se esquecendo. Beyoncé não. Esses eram justamente os limões que ela precisava para fazer Lemonade, álbum onde ela abre sua vida pessoal para seu público, dando a sua versão sobre esse tema.

        Às vezes, é preciso demitir alguns fãs

Até Lemonade, Beyoncé sempre evitou temas políticos em suas músicas. Mas com o lançamento de seu primeiro single, Formation, e de sua apresentação no Super Bowl, quando seus bailarinos estavam vestidos à la Panteras Negras (famoso movimento negro iniciado na década de 1960), ela se posicionou de maneira clara diante de um dos temas mais polêmicos hoje nos Estados Unidos – a violência policial contra a população negra. E essa sua atitude gerou a revolta de grupos de policiais, e também de outras pessoas, que organizaram boicotes a seus shows. Beyoncé não pediu desculpas e seguiu em frente. E isso acabou reforçando seu vínculo com antigos fãs, ao mesmo tempo que trouxe novos admiradores.

       Marketing é um produto. E vice-versa

Lançar um produto sempre foi algo tradicionalmente separado do produto em si. Em Lemonade, Beyoncé resolveu misturar tudo para ver o que acontecia. De seu especial na HBO ao lançamento surpresa aos videoclips para cada música, toda sua imensa comunidade de fãs foi imersa em uma experiência muito maior que o disco-filme propriamente dito. E assim, da noite pro dia, ela estava na TV, nas redes sociais, nas editorias de cultura e nos fones de ouvido de milhões de pessoas em todo o planeta. Para se ter uma ideia, no dia após o lançamento, o emoji de limão foi utilizado 450 mil vezes no Twitter.

       Surpresa!

Para lançar seu penúltimo álbum, Beyoncé não trabalhou para criar expectativa, não cantou em festas, não lançou música na rádio, não participou de programas de entrevistas... Nada. Pelo contrário: no dia 13 de dezembro de 2013, à meia noite, ela postou em seu Instagram uma imagem com a mensagem “Surprise!”, logo depois de ter colocado sem alarde seu novo disco na loja iTunes. Foi o suficiente para que seus fãs corressem para comprar e ouvir sua mais nova coleção de canções, sob pena de não vivenciar uma experiência cultural global.

       Arrisque. Mas com jeitinho

Ao mesmo tempo em que torna obsoletos antigos negócios, a disrupção também faz com que novas oportunidades surjam. Na música, então, nem se fala. Pouco antes do lançamento de Lemonade, o rapper Kanye West colocou com exclusividade na plataforma TIDAL o seu mais recente trabalho, The Life Of Pablo. Esposa de Jay Z, dono do TIDAL, e também investidora da plataforma, Beyoncé poderia ter utilizado a mesma estratégia de West. Mas preferiu colocar pouco tempo depois seu disco à venda na iTunes Store e na Amazon, atingindo um número ainda maior de fãs.