AeC

Relacionamento com Responsabildade

Notícias

Negócios

Dica de mestre

O que Mark Zuckerberg aprendeu ao ouvir “não” para seu negócio

 

Na época da universidade, Zuckerberg começou a desenvolver o projeto que se tornaria uma das maiores empresas do mundo. Mas o caminho para o sucesso não foi tão simples e repleto de repostas positivas. Quem olha para o Facebook hoje não acredita que alguém pudesse ter duvidado de seu sucesso, mas isso aconteceu – e não foram poucas vezes.

No evento Global Entrepreneurship Summit 2016, realizado no Vale do Silício, Zuckerberg contou brevemente sobre essa experiência com os críticos.O crescimento da rede contrariou a opinião dos primeiros céticos; mas, mesmo assim, surgiram mais pessoas dizendo que o Facebook era apenas uma moda e que nunca seria um bom empreendimento. 

Depois, houve a mudança do comportamento dos usuários, que passaram a priorizar o acesso à internet pelos smartphones. “Novamente, as pessoas achavam que não seria um negócio sustentável”, resume o fundador do Facebook. Como se sabe, a rede social se adaptou a todos os desafios citados no discurso do empreendedor. Mark chegou a uma conclusão, após tantas rodadas de críticas: Os empreendedores que constroem iniciativas que perduram são aqueles que estão mais preocupados em criar algo que transforme o mundo – e não apenas em ter um negócio e tirar seu sustento dele.