AeC

Relacionamento com Responsabildade

Notícias

Inovação

A nova criação do criador da web

Tim Berners-Lee apresenta ao mundo o Solid

Imagem: Creative Commons


Tim Berners-Lee inventou a World Wide Web (www) em 1989 com o objetivo de conectar fácil e rapidamente cientistas de todo o planeta. Apenas dois anos após, em 1991, mais especificamente no dia 23 de agosto, a plataforma foi aberta ao público em geral e todo o desenvolvimento que veio depois nós estamos tendo o privilégio de testemunhar.

Porém, algo fugiu ao controle. Isso porque a ideia inicial de Berners-Lee consistia em cada pessoa ter seu próprio espaço virtual (um site, um blog etc.), porém com posse absoluta sobre seus dados pessoais, profissionais e sociais.

Hoje, grandes companhias, como o Facebook e o Google, oferecem gratuitamente serviços dos quais somos cada vez mais dependentes em troca justamente daquilo que nos é mais caro, mas que acabamos dando pouco valor – nossos dados.

E veio de Berners-Lee, mais uma vez, uma possível saída para tal sinuca. Com o Solid, seu atual projeto no MIT, ele pretende trazer novamente para as pessoas o controle pleno sobre suas próprias informações.

Solid é abreviação para “social linked data”. Nele, as pessoas armazenariam seus dados em “pods” (personal online data stores), que por sua vez ficariam hospedados onde o usuário quiser. 

Uma vez armazenadas em pods, as informações poderão ser fornecidas a serviços e aplicativos que as requisitem. Porém, para que isso aconteça, duas condições são necessárias. Primeiro, que esses serviços e aplicativos necessitarão ser autenticados pelo Solid. E, por último, e mais importante, que as pessoas autorizem esse fornecimento.

Os dados poderão ser armazenados em vários “pods” - informações bancárias, lista de amigos, contatos profissionais etc. Assim, quando um novo serviço ou aplicativo surgir requisitando as informações, as pessoas poderão escolher quais dela serão compartilhadas e quais permanecerão privativas.