AeC

Relacionamento com Responsabildade

Notícias

Cultura

Um livro, um disco, um filme

Escritores trocam cartas, cantor fala do Brasil atual e diretor filma operação da 2ª Guerra Mundial

Com o mar por meio, de Jorge Amado e José Saramago

Imagem: Reprodução

Dois dos maiores escritores da língua portuguesa do século XX mantiveram uma amizade que se desenvolveu por meio de cartas, bilhetes, cartões e faxes (na época havia-mas-não-havia e-mail). Do Brasil, Jorge Amado, e de Portugal, José Saramago, reflexões sobre a vida e a arte literária eram constantemente trocadas com inteligência e humor. E que agoram podem ser conferidas pelo grande público, em uma edição caprichada, que conta com fotos inéditas e os facsímiles das cartas.

Ottomatopeia, de Otto

Primeiro disco de inéditas desde 2012, quando lançou The Moon 1111, Otto mostra que está em grande forma artística neste seu oitavo álbum (sexto de estúdio). Produzido por Pupillo, da banda Nação Zumbi, as onze faixas de Ottomatopeia apresentam uma sonoridade que flerta com sintetizadores e instrumentos percussivos, enquanto as letras tentam compreender e traduzir o atual momento brasileiro.

Dunkirk, de Christopher Nolan

O mais novo filme de Christopher Nolan (A Origem, Batman – O Cavaleiro das Trevas) mal estreou nos cinemas e já assumiu a posição de franco-favorito ao Oscar de 2018. Pudera: contando uma história real da 2ª Guerra Mundial, em que tropas inglesas e francesas ficaram acuadas em uma praia e precisaram ser evacuadas, o diretor conseguiu, mais uma vez, mostrar toda sua sensibilidade e virtuosismo técnico e provar que é um dos grandes nomes do cinema de todos os tempos.