AeC

Relacionamento com Responsabildade

Notícias

Negócios

Começando com o pé direito

Como evitar problemas financeiros ao abrir o seu próprio negócio

Foto: Divulgação


Abrir uma empresa não é fácil. Fato. Os desafios começam já no momento de criar registros e resolver as questões burocráticas. Atrair e manter talentos é outro problema, além da dificuldade constante de conseguir clientes e público para o produto ou serviço que você oferece.
 
Mas essa lista de armadilhas não deve servir de motivo para desistir. Apesar das complicações – que, com certeza, virão – é muito compensador ver seu projeto indo para frente.
 
Para começar sem tropeços, um dos fatores de maior importância é o financeiro. Alguns cuidados devem ser tomados durante o planejamento dos gastos e arrecadações, afinal, sem dinheiro é bem mais difícil impulsionar seu empreendimento.
 
Para te ajudar na hora de fazer a gestão dos recursos da sua empresa, siga algumas dicas básicas, e prepare-se para o sucesso:
 
1. Limite os investimentos
Investir em equipamentos e decoração pode parecer interessante à primeira vista, mas esse dinheiro pode fazer falta mais pra frente. Priorize as reservas, e invista no que for realmente necessário, preocupando-se mais com os benefícios que os seus clientes poderão ganhar.
 
2. Trabalhe com o suporte de alguém do ramo
A opinião de um especialista pode fazer toda a diferença na hora de planejar a parte financeira. Conte com a ajuda de um consultor, que já tenha experiência em gerir investimentos. Um suporte assim pode nem sair tão caro, basta que você faça as perguntas certas.
 
3. Quite qualquer dívida que tiver
Ao abrir um negócio, sua renda pessoal pode ser importante para ajudar na hora de conseguir um empréstimo, por exemplo. Se você estiver atolado em dívidas, pode não conseguir atrair investidores e complicar o crescimento da sua empresa. Pague todas as suas dívidas assim que possível e facilite o controle de toda a sua renda.
 
4. Conte com uma reserva de dinheiro
Antes mesmo de começar um negócio novo, é essencial já ir guardando uma quantia mensal, pensando nos desafios do futuro. No seu começo como empreendedor, é bem provável que você demore para ter lucro, mas vai continuar precisando de renda para suas despesas pessoais e para investir na empresa. É nesse momento que entra aquela reserva guardada para as horas de aperto.
 
5. Tente separar os rendimentos da empresa das suas finanças pessoais
Mesmo querendo investir ainda mais no sucesso do seu negócio, ou se empolgando com o lucro que virá, é importante manter a distância entre o que você recebe e o que a sua empresa arrecada. Delimite um salário mensal para você, e crie metas de aumento proporcionais, para te incentivar e não deixar que suas necessidades pessoais se misturem com os desafios da empresa.