AeC

Relacionamento com Responsabildade

Notícias

Sustentabilidade

Fabricando fotossíntese

“Folha artificial” pode revolucionar o uso de energia

Foto: Divulgação

 

Há algo com que cientistas e pesquisadores do setor energético sonham há tempos: reproduzir de forma barata e sustentável o meio como a natureza gera energia a partir da luz solar. Ou seja, a fotossíntese.

O que até há pouco tempo parecia ser algo inalcançável, hoje é uma possibilidade graças às pesquisas dos cientistas da Universidade de Monash, na Austrália.

Utilizando materiais baratos e acessíveis - energia solar e água - os pesquisadores conseguiram criar uma “folha artificial”. O sistema criado por eles consegue captar moléculas de hidrogênio com mais eficiência do que qualquer outro mecanismo já desenvolvido. Esse hidrogênio é armazenado e pode então abastecer células de combustível.

O que a equipe de Monash fez foi relativamente simples: os cientistas utilizaram um painel solar supereficiente e o conectaram a um equipamento que separa as moléculas de hidrogênio da água. Isso fez com que o painel solar gerasse o máximo de tensão voltaica. 

Esse sistema pode fornecer energia solar suficiente para uma casa de família. E quando não há demanda energética, o aparelho armazena o hidrogênio para quando houver necessidade do uso de energia.

A invenção também pode ser utilizada num veículo híbrido de células de combustível, como os novos modelos da Toyota. Entretanto, o problema de automóveis movidos a hidrogênio é que o elemento químico é geralmente extraído do gás natural - melhor do que petróleo, mas, ainda assim, pouco sustentável. Por sua vez, 0 hidrogênio criado com energia solar utiliza o níquel como um catalisador, algo que é tanto abundante quanto barato.

Em tese, o sistema está pronto para ser utilizado em casa e em postos. Mas ainda levará alguns anos para que testes e mais testes sejam feito e vários protótipos sejam desenvolvidos a ponto de a “folha artificial” chegar até o consumidor final.